https://www.maxfranco.com.br/cronicas/clima-de-natal/

Clima de natal

23 de dezembro, 2019 - por Max Franco

João iria para o jantar de natal dos Oliveira com os braços pesados de presentes. Tinha lembrancinhas da 25 de março para quase todo mundo. Faltou apenas para o primo Osvaldo. Mas não tinha problema porque ele ia prometer que levava depois e depois não chegaria jamais. Afinal, Osvaldo era “Lula-livre” e não merecia presente. João disse para a mulher antes de entrar no carro. “Nem sei por que esses comunistas comemoram o natal se são ateus. Deviam ir para Cuba ou Venezuela para comemorar com o pessoal de vermelho.”
– Com o Papai Noel, papai? – perguntou o Jr.
– Não, filho! Papai Noel não é comunista. Papai Noel faz os presentes que dá. Ele não se apropria de nada.
– Papai gosta do Papai Noel?
– Gosto sim. Ele bebe coca-cola e tem um saco grande.
– Mas, por que chamamos o Papai Noel de papai se você que é meu pai?
Foi aí que João desconversou e voltou a falar do primo Osvaldo.
– Se ele fizer o mesmo que fez no ano passado, não vou deixar barato, Elisângela!
– Mas, foi você que deu um sanduíche de mortadela para ele no amigo secreto, João!
– E, por acaso, isso é ofensa?
– Ele lhe deu um balde de coxinha…
– Isso – sim – é ofensa! É provocação!
– Você devia deixar essas coisas para lá, João! Você é um homem de bem, um bom cristão, tem mais discernimento. Seu primo, coitado, não teve berço, é negro e todo mundo diz que é homossexual. Vai bater em cachorro morto?
– Ele é isso mesmo? um coitado! Jesus tem pena dele! Um sujeito que não tem onde cair morto e comunista. Veja só!
– Gente sem Deus só se dá mal!
– Papai Noel não gosta de negros, papai?
– Só dos negros de alma branca, Jr.
– Ele consegue ver a alma das pessoas, papai?