La casa de papel

18 de fevereiro, 2018 - por Max Franco

Uma das minhas promessas neste ambiente virtual é o de fazer algumas indicações de livros, filmes e, como estamos no século XXI, quando impera o streaming e o netflix,  também de séries.

No caso de livros, não vou me demorar e vou – objetivamente – indicar dois livros espetaculares do mesmo autor:

  • Sapiens e Homo Deus, ambos do historiador israelita Iuval Hahari – Pouca vez na vida, entre tudo que li ( e foi muito), assisti a um sujeito explicar a humanidade, com o seu passado, presente e futuro, de maneira tão assertiva, não-convencional, inteligente e até engraçada. Por isso, sugiro que os dois se encaminhem rapidamente para a cabeceira da sua cama.

No caso de Filmes, vá fazer o que estou fazendo ultimamente: conferir os indicados para o Oscar 2018. Não precisa ser muito original. Confira e faça o seu juízo. Sim, é verdade, o Oscar é comercial. E você mora onde, em Cuba? Coreia do norte? se não, você deve ser comercial também. Deixe de frescura, vá ao cinema e curta sem muitas racionalidades exageradas. Há muita coisa boa. Eu declaro já o meu predileto: Dunkirk – do velho e bom Nolan. E qual é a sua aposta?

  • “Corra!”
    “O Destino de uma Nação”
    “Dunkirk”
    “A Forma da Água”
    “Lady Bird: A Hora de Voar”
    “Me Chame pelo Seu Nome”
    “The Post: A Guerra Secreta”
    “Trama Fantasma”
    “Três Anúncios para um Crime”                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              Séries. Eu sou aficionado por séries desde Star Trek ( a primeira versão,  mas eu não queria ser o capitão Kirk  e – sim – o Spock! ). Atualmente, há séries maravilhosas, as quais merecem a nossa atenção. Na verdade, há tanta coisa boa que até daria para não fazer outra coisa senão passar dias e dias maratonando. Ultimamente, inclusive, há séries de outros países, além dos Estados Unidos, que podem ser destacadas:
  • Louva Deus (Francesa);
  • Suburra (italiana);
  • Dark (alemã);
  • La casa de papel (espanhola). Essa é bárbara!                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   https://www.youtube.com/watch?v=ANNk3E0YGRU

La Casa de Papel foi ganhando destaque até se tornar um verdadeiro fenômeno do netflix neste início de 2018. Produção original do canal Antena 3, a série contou com 15 episódios e foi exibida na Espanha entre maio e novembro do ano passado. A Netflix comprou os direitos de distribuição global da produção e optou por remontar os episódios. Os nove primeiros episódios da versão espanhola se transformaram em 13 capítulos, já vistos no Brasil. Os outros vão ser disponibilizados no dia 6 de abril.

La Casa de Papel é uma série bem produzida, divertida e envolvente, com ótimas atuações e um roteiro cheio de reviravoltas. A trama se desenvolve em torno de um grupo de assaltantes que decide invadir a Casa da Moeda da Espanha e imprimir seu próprio dinheiro antes de deixar o local. Eles tomam reféns e antecipam boa parte dos planos dos órgãos de polícia local. Mesmo com tudo muito bem pensado, os criminosos não conseguem prever tudo o que acontece lá dentro. Ao mesmo tempo, do lado de fora, o líder do grupo, chamado de Professor (Álvaro Morte), começa a desenvolver uma inusitada relação com a detetive responsável pela negociação de liberação dos reféns, Raquel (Itziar Ituño).

Ao criar personagens inteligentes e planos mirabolantes, a série consegue prender a atenção do espectador o tempo todo. Além disso, investe em cliffhangers que tornam a maratona em experiência quase que inevitável. Todo episódio termina com uma deixa forte para o seguinte.

 

Agora é esperar até abril para conferirmos a segunda temporada.