https://www.maxfranco.com.br/provocacoes/o-futuro-brilhante/

O futuro brilhante

01 de setembro, 2020 - por Max Franco

Vô, como foi viver a “era das trevas”? – perguntou a garota no alto da puberdade.
– A idade média, Letícia? – respondeu o avô se divertindo. – Eu sou velho, mas nem tanto.
– Não, vô. O livro de história diz aqui, olha, “era das trevas”, mas sobre o começo do século XXI. Começa com o 11 de setembro de 2001 e vai até…
– Como assim “era das trevas”, Letícia? – fala o velho fechando a cara. – Foram os melhores anos da nossa vida.
A menina fecha o livro com um olhar confuso e insiste:
– Não é o que a minha professora de história diz, vô!
– É que a sua professora de história sofre de viés ideológico, menina. É uma doença!
– Mas ela parece tão bem…
– Bem? Como ela pode dizer que aqueles anos de ouro foram tenebrosos?
– Vô, diz aqui nos livros que tinha gente defendendo ditadura, terra plana, campanhas antivacina, grupos extremistas, Q-Anon, supremacistas brancos, fanatismo religioso, desmatamento desenfreado, pandemias, Teorias conspiratórias e fake news, neopentecostalismo e teologia da prosperidade…
– Porém foi a época da disseminação da tecnologia: celulares touchscreen, canais de streaming, fibra ótica, 5G, internet das coisas, startups… Os anos 20, por exemplo, foram brilhantes.
– Mas, não foi nesse período que houve a BP?
– BP?
– Isso, a Grande Pandemia, com milhões de mortos em todo o mundo.
– Ah, Letícia. Não acredite em tudo que você lê. Essa pandemia, na verdade, foi uma gripezinha.
– Vô, mas não foi nessa época que morreram seus pais e seu irmão mais novo?
– Morrer é de quem está vivo, menina! Isso não importa. O problema é que tinha um remédio, mas os comunistas não queriam que as pessoas tomassem.
– Por quê?
– … Não me lembro. Faz já 50 anos. Não dá para lembrar de tudo, não é?
– Mas, vô, me ajude. Preciso fazer uma redação para a escola. O que digo desses anos 20?
– Foram anos maravilhosos. A música, por sinal, nunca mais foi tão boa. Tínhamos uma dupla sertaneja por esquina. Eram muitos.
– Vô. Desculpa perguntar, mas não foi justamente por causa desse período que hoje vivemos em bunkers?
– Isso é tolice! Vivemos assim por causa das infra-bombas, dos drones-fiscais e dos ultramísseis teleguiados.
– Em outras palavras, somos dominados, controlados, massacrados…
– O Bispo-Estado está cuidando disso, Letícia. Logo vamos nos livrar desses contrarrevolucionários e tudo vai ficar como antes.
– “Como antes”? Antes quando, vovô?
– Quando o Templo era respeitado, garota. Vamos parar o papo antes que algo nos escute?
– Entendi agora. Realmente, era muito melhor.
– Era sim. Os anos 20 foram anos de glória.