Imersão educacional na Finlândia – outubro de 2019

03 de abril, 2019 - por Max Franco

Roteiro:

DIA 1 – 04-10-2019 (6ª feira) – Saída do Brasil rumo a Helsinque.

DIA 2 -05-10-2019 (sábado) – Chegada a Helsinque e traslado para hotel (transporte público).

Tarde livre e jantar do grupo em restaurante típico finlandês (Opcional).

DIA 3 – 06-10-2019 (domingo) – Saída para Tallin (Transporte público) – Estônia. Noite livre.

Trajeto Helsinque-Tallin (40 euros ida e volta, aproximadamente)

DIA 4 – 07-10-2019 (2ª feira) – Visita ao Finnish National Agency of Education pela manhã (Ingresso incluso). Igreja de Pedra, Catedral Branca, Sibelius (uso de transporte público) no período da tarde. Noite Livre.

DIA 5 – 08 -10-2019 (3ª feira) – Visita à escola durante a manhã. À tarde, vamos conhecer algumas das riquezas  culturais de Helsinque: Museus Kiasma (Opcional) Amos Rex (Opcional), Kansallismuseo – gratuito. (Uso de transporte público.)

DIA 6 – 09-10-2019 (4ª feira) – VISITA A TURKU (1º capital da Finlândia,  castelo medieval (Ingresso excluso)  + Turku University of Applied Sciences – TUAS e Innopeda – treinamento de professores – ingresso incluso). Noite livre.

DIA 7 – 10-10-2019 (5ª feira) – Visita à xEdu (várias empresas de EdTech) À Tarde, roteiro cultural:  Biblioteca Oodi (Opcional) / centro científico Heureka (Opcional ) / compras. (Uso de transporte público.)

DIA 8 – 11-10-2019 (6ª feira) – Visita à escola durante o dia. À tarde, vamos conhecer a Ilha de Suomenlinna (uso de transporte público – EUR 5.)

DIA 9 – 12-10-2019 (sábado) – Retorno ao Brasil.

 

Nosso Hotel:

Helsinki – Finlândia

https://www.omenahotels.com/en/

 

Hotel categoria Turística auto serviço.

 

Omena Hotel Helsinki Lonnrotinkatu
Lonnrotinkatu 13 (Helsinki, Finland – Finland)Localização do estabelecimento
Omena Hotel Helsinki Lonnrotinkatu fica no coração de Helsinque, a uma curta caminhada de Amos Anderson Art Museum e Ruotsalainen Teatteri. Este hotel fica bem perto de Museu de Arte de Sinebrychoff e Stockmann.Quartos
Sinta-se em casa em um de nossos 147 quartos que apresentam cozinhas americanas com geladeiras e micro-ondas. O Wi-Fi de cortesia mantém você conectado. As conveniências incluem cafeteira/chaleira e pode-se solicitar camas extra/dobráveis.Não há café da manhã incluso, mas há na proximidade caso deseje.

Não há refeições inclusas nem ingressos de museus, parques, atrações…

Comodidades para negócios e outras comodidades
As comodidades presentes incluem check-in expresso e check-out expresso.

Ø  Caso deseje upgrade de hotel, consulte a grife de viagens.

Prazo máximo para formação de grupo: 20 de abril de 2019. Grupo mínimo de 21 pessoas.  Valores sujeito a alteração sem aviso prévio. Somente a compra garante a tarifa.

INVESTIMENTO:

R$9.990,00 para pagamento à vista ou em até 3X

 R$ 10.490,00 para pagamento em 6x boleto bancário

 R$10.990,00 para pagamento em 10X (Entrada de 30% (boleto) e saldo em até 09x – cartão de crédito)

 

INCLUSO:

  1. Aéreo – ida e volta em classe econômica.
  2. Hospedagem em hotel categoria turística.
  3. Palestra no Ministério da Educação da Finlândia.
  4. Visita a escolas e universidade.
  5. Tours em Helsinque.
  6. Roteiro cultural na cidade de Turku.
  7. Voucher personalizado com guia turístico.
  8. Tag de bagagem.
  9. Cinta de mala.
  10. Acompanhamento desde o Brasil de um coordenador da viagem.
  11. Acompanhamento de um Professor Doutor Finlandês para orientação e tradução simultânea.
  12. Seguro viagem internacional.
  13. Assistência, antes, durante e pós viagem.

 

*Preços sujeitos a alterações sem aviso prévio por variação de câmbio

 

NOSSA AGÊNCIA DE TURISMO

 

A agência que nos dará todo suporte será a Griffe de Viagens.

 

Site: www.griffedeviagens.com.br
Contato: Diego Bauck Fone: (19) 9 7410 1315
E-mail: diego@griffedeviagens.com.br

 

Educadores pelo mundo

 

Projeto Nórdico – Finlândia e Estônia

 

 

O que são os Educadores pelo mundo?

 

Antes de qualquer coisa, somos curiosos!

Entendemos que o ato de Educar é uma das aventuras mais desafiantes que um profissional possa realizar, ainda mais no Brasil que traz sempre realidades tão complexas. No entanto, sabemos que existem, em muitos lugares, tanto no Brasil quanto em outros países, diversas iniciativas que demonstram êxito na área educacional. Há muitos educadores, apaixonados, ousados, corajosos e bem fundamentados, que estão realizando verdadeiras revoluções onde quer que estejam, seja em uma capital brasileira, seja em uma recôndita cidadezinha portuguesa, italiana ou finlandesa.

Onde quer que estejam realizando projetos ousados em Educação, nós queremos espiar essas inovações.

Qual a nossa missão, portanto?

Seguir em busca dessas experiências de sucesso na Educação, aprender com esses profissionais e tentar replicar nas nossas realidades.

Queremos aprender para melhor ensinar. Queremos a partilha e a aprendizagem recíproca. Queremos aprender com o mundo e pelo mundo.

Afinal, somos Educadores pelo mundo.

 

Educação na Finlândia:

O que transforma a Finlândia em um dos países de melhor Educação do mundo?

 

Desde 2000, quando o PISA foi inaugurado, a Finlândia se mantém entre os países de destaque, geralmente ocupando pelo menos uma posição entre os 5 primeiros países de cada área. Em 2015, por exemplo, a Finlândia ficou em 5º lugar em Ciências e 4º em Leitura, entre os 70 países participantes. Já o Brasil ficou entre os 8 piores no ranking de Ciências e entre os 6 piores no ranking de Matemática.

 

Vale lembrar que a avaliação considera não só conhecimentos curriculares, mas também outros fatores como equidade social, desempenho de estudantes imigrantes em comparação aos nativos, bem-estar dos alunos e a capacidade de solucionar problemas de maneira colaborativa. Ou seja, habilidades que envolvem desenvolvimento em níveis sociais e emocionais.

 

Para além do PISA, outros dados comprovam a eficiência da educação finlandesa, como os 99% dos jovens que concluem o Ensino Médio, o maior índice global. Pensando no Brasil, só 59% completam essa fase até os 19 anos.

 

Esse crescimento começou devido à Gestão por Evidência, ou seja, quando os resultados comprovam a eficiência do sistema de ensino ao serem medidos o desempenho dos alunos através de métodos como avaliações, mapeamentos ou diagnósticos.

 

No caso da Finlândia, o país começou a chamar atenção por seus resultados elevados no PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), o principal teste global de qualidade de ensino, uma avaliação internacional que ocorre a cada 3 anos e mede o nível educacional de jovens de 15 anos por meio de provas de Leitura, Matemática e Ciências.

 

Não é por qualquer motivo que a Finlândia também está entre os cinco países mais inovadores do planeta.

 

 

  • A Finlândia é o “fim” do mundo?

 

 

A Finlândia é um país localizado no norte do continente europeu. O país faz fronteira com a Noruega, ao norte, com a Rússia, a leste, e com a Suécia, a oeste. Ele é banhado pelo Mar Báltico, com o Golfo de Botnia a leste e o Golfo da Finlândia, que separa a Finlândia da Estônia, ao sul.
A Finlândia é uma nação Escandinava que partilha com a Federação Russa uma extensa fronteira e séculos de história comum. O norte de seu território abrange parte da Lapônia, região montanhosa e semidesértica habitada pelos lapões, tradicionais pastores de renas. Localizada além do Círculo Polar Ártico, essa região apresenta o espetáculo da aurora boreal e dias inteiros de escuridão (no inverno) ou de luz (no verão).

 

As florestas de coníferas cobrem dois terços da superfície da Finlândia, proporcionando a existência de uma das mais desenvolvidas indústrias de madeira e papel do mundo. Fortemente embalado pelo fim da União Soviética, em 1991, o país se recuperou economicamente após a adesão à Comunidade Econômica Europeia, atual União Europeia (UE), em 1995.

 

A renda per capita finlandesa está entre as maiores do mundo. O país apresenta, atualmente, o 16° maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do planeta.

 

 

Ø Os métodos inovadores do país referência mundial no ensino:

 

 

Entenda a seguir quais são os 3 grandes diferenciais da Finlândia que tornaram o país uma das grandes referências de educação!

 

1. Maior liberdade e menos pressão

 

Muitas pessoas ainda associam alto desempenho nos estudos ao esforço contínuo de longas horas de foco, acompanhado da pressão por notas altas. A Finlândia comprova que o caminho contrário pode ser ainda mais eficiente.

 

Por lá, a alfabetização começa a partir dos 7 anos de idade. Antes disso, durante a creche e a pré-escola, o foco é simplesmente brincar, principalmente ao ar livre. Eles também possuem uma jornada menor de aulas e têm pouca lição de casa. Além disso, as notas também não funcionam como principal parâmetro de avaliação e as férias são mais longas.

 

Em geral os finlandeses não associam o processo de aprendizagem à quantidade e aos resultados numéricos e sim à qualidade de vida dos alunos. Por mais contraditório que pareça, é justamente a falta de pressão para se sair bem que torna os alunos finlandeses tão bons. Isso porque a maior preocupação é desenvolver cidadãos conscientes de seu papel no mundo e na sociedade.

 

2. Contexto e Interdisciplinaridade

 

No lugar de entidades totalmente separadas, as matérias são ensinadas a partir de projetos, com módulos de “aulas sobre fenômenos”. Assim os conteúdos são misturados de forma a se complementar a partir de contextos mais similares ao que as crianças vão se deparar na vida real. Por exemplo, um projeto pode conter as matérias de ciências, música e matemática ao mesmo tempo. Hoje esse ainda é um modelo híbrido em relação ao tradicional, focado em disciplinas, mas a previsão é de que até 2020 o foco de educação na Finlândia seja 100% na interdisciplinaridade.

 

3. Investimento na Educação e Valorização de Professores

 

Além do alto investimento monetário em professores por parte do Estado, USD 30 milhões a cada ano, voltados para cursos universitários e programas de reciclagem, os níveis de exigência para poder exercer a profissão também são altos. O país exige mestrado para todos os profissionais, mesmo no ensino primário. Por lá, é mais fácil se tornar médico do que professor, considerando que as taxas de aprovação nos cursos de formação educacionais são menores do que para cursos de medicina. Na Finlândia a carreira de professor é muito desejada e possui status elevado.

 

A partir do sucesso na área da educação, a Finlândia decidiu transformar a educação em “produto” e exportá-la para outros países. “Hoje, o país já contabiliza cerca de 200 milhões de euros por ano em receitas relacionadas a serviços educacionais, mas estimativas apontam que esse valor deve chegar a 1 bilhão de euros nos próximos anos”. (Fonte: Revista Exame).

 

Sonho ou Realidade?

 

Quando olhamos para a realidade brasileira comparada a esse tipo de sistema de ensino, não é difícil imaginar que estamos falando de um cenário utópico para o Brasil. Ainda assim, vale lembrar a história da Finlândia, que até não muito tempo atrás era um país muito pobre e que foi transformado justamente pelo investimento em educação e não o contrário.

 

Sua independência por exemplo, celebrou recentes 100 anos em 2017 e parte do seu sucesso como potência mundial hoje, também se deve à capacidade do país em se reinventar rapidamente.

 

Há muito o que se discutir sobre as diferenças sociais, culturais e educacionais entre Brasil e Finlândia. Não obstante – certamente – é ainda um modelo de inspiração para se observar e absorver. Com certeza, temos muito a aprender com os finlandeses, mesmo sabendo das dificuldades de se replicar, no Brasil, o seu modo de fazer Educação.

 

A oportunidade, decerto, servirá para repensar valores na sua escola e, também, as metodologias de ensino!