Sensibilizar para educar

27 de março, 2018 - por Max Franco

O aluno não entra só com a cabeça na sua sala de aula:esta é a questão!

E, nós professores, muitas vezes, achamos que devemos trabalhar apenas com o racional destes estudantes. Trabalhar com metodologias ativas é, também, incentivar o uso de diversas abordagens. É trabalhar com o lúdico, com o emocional e com movimento. Você não está ali apenas para “passar conteúdo”, isso o google pode fazer melhor do que você. Há hoje plataformas educacionais bem mais completas em “conteúdo” do que qualquer professor. Não adianta mais tentar competir com a tecnologia.  Antes de qualquer coisa, você deve atrair o seu aluno para a sua aula. Além do tal conteúdo, você precisa ter outros recursos que máquina ou dispositivo algum jamais vão ter.  Quer um exemplo: sensibilidade!

Você precisa encantar o seu aluno, sensibilizá-lo e motivá-lo. Para isso, há sempre dinâmicas e técnicas aplicáveis em vários contextos. Aqui compartilho uma atividade de sensibilização que costumava fazer quando trabalhava com escola básica. Espero provocar outros educadores a saírem das suas cascas de nozes, fugirem das suas zonas de conforto e ousarem produzir algo diferente  do que já fizeram. Nunca é tarde para mudar.