O blend na Educação

09 de fevereiro, 2018 - por Max Franco

O que é blend quando falamos em Educação atual?

Sabemos que blend é importante quando falamos de culinária. Que o que faz um bom café, uísque, vinho e prato do restaurante é a combinação de produtos e especiarias que eles conseguem reunir.  Não bastam bons elementos. É necessário saber como harmonizá-los.

O mesmo fenômeno ocorre com a Educação.

Um professor excelente e experiente que domine apenas a aula expositiva tem um bom churrasco a oferecer. Mas cadê o pão de alho? Onde estão a farofa, o vinagrete, o sambinha e a cerveja gelada?

No caso da Educação, há como se ter muito mais do que uma boa picanha no cardápio. Você pode preparar um delicioso PBL acompanhado de gamificação. Pode aplicar aula invertida com ensino híbrido. Pode aliar estudos do meio ao uso das narrativas. Há mil possibilidades de composição deste blend. Tudo depende dos ingredientes que você tenha na mão, da sua criatividade e, é claro, da sua mão.

Pergunto-lhe: como você está sendo criativo para fazer uso de todos estes elementos e harmonizá-los na sua aula?

A questão é que, muitas vezes, não conhecemos os potenciais daquilo que dispomos. Nem todo professor sabe do poder das histórias para mobilizar seus alunos. Muitos nunca usaram gamificação. Não sabem o que é PBL ou aula invertida. Como fazer um bom blend se não conheço as possibilidades dos meus ingredientes?

Para isto, há algumas saídas. Várias escolas brasileiras estão se inspirando no trabalho pioneiro de grandes universidades, como Harvard e Stanford, ou mesmo em diversas faculdades de medicina do país, as quais estão trabalhando com metodologias ativas e apresentando excelentes resultados.

A grande sugestão que posso lhe dar, profissional de Educação, é que se aprofunde nos estudos das metodologias ativas. Tenho certeza de que você vai se diferenciar no mercado se tiver este repertório à mão.

 

http://www.ibfeduca.com.br/campinas/pos-graduacao/metodologias-ativas-692