A precisão

09 de janeiro, 2019 - por Max Franco

Gente é coisa que precisa.

Gente está sempre na urgência de algo.

Gente é troço que urge.

Gente precisa comer e beber, e não só de comida e bebida.

Gente precisa pagar IPVA, IPTU e todos os “is” que são muitos.

Gente precisa pagar contas de energia, aluguel, água, internet, telefone…

Gente precisa nascer, crescer, estudar e trabalhar. (Há aqueles que não precisam trabalhar!)

Gente precisa de certidão de nascimento, de cartão de vacinação, de CPF, de RG, de CNH, de título de eleitor com biometria e de carteira de trabalho.

Gente precisa de gente.

Gente precisa de médico, professor, dentista, psicólogo, enfermeira, comerciantes, industriais e, infelizmente, pode precisar de advogado.

Gente precisa de atividade física.

Gente precisa de repouso.

Gente precisa de diversão.

Gente acorda e já precisa.

Gente precisa de amor, de amar e ser amado.

Gente precisa de grana.

Gente precisa tanto de tantas coisas que nem dá para enumerar todas aqui.

Gente precisa disso, outra gente, daquilo.

Gente precisa muito.

Gente é tão precisada que nem dá para precisar tudo precisamente.

Apesar disso, há muita imprecisão na Vida.

A Vida não tem nada a ver com as precisões da gente.